Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/12/18 às 10h42 - Atualizado em 11/06/19 às 16h55

? Arquivo Público do DF lança o Guia de Fundos 2018

COMPARTILHAR

Acervo, um dos mais ricos do Brasil, é formado por mais de 1 quilômetro de documentos, 1,5 milhão de imagens e mais de 5,6 mil filmes. Versão on-line já está disponível

 

acervo do Arquivo Público do Distrito Federal cresceu 158% nos últimos dois anos e se tornou um dos mais ricos do Brasil. É formado por mais de 1 quilômetro de documentos, quase 1,5 milhão de imagens e mais de 5,6 mil filmes, além de mapoteca com 48 mil mapas.

 

Todo esse conteúdo pode ser conhecido e pesquisado por meio do Guia de Fundos do Arquivo Público 2018, publicação que apresenta, de forma sucinta, informações da instituição e de cada conjunto documental, denominado tecnicamente de fundo arquivístico.

 

O acervo é oriundo de órgãos e entidades governamentais do DF e também de pessoas e instituições privadas, com trajetória relevante para a memória histórica da capital do País.

 

Numa comparação com a última versão, de 2016, que continha 17 fundos arquivísticos, entre públicos e privados, o Guia de Fundos 2018 descreve 44 peças, procedentes de 21 órgãos estatais e 23 pessoas físicas ou instituições.

 

Nos 33 anos de Arquivo Público do DF, foram elaboradas nove edições do guia, o instrumento de pesquisa mais utilizado pelos arquivos para difusão do acervo. Estima-se que esta seja a última edição feita na forma tradicional.

 

A instituição estuda a viabilidade de implantar um sistema de acesso pela internet, o que já ocorreu com o Fundo Secretaria de Segurança Pública, em outubro deste ano, por meio do software livre AtoM.

 

Para saber que documentos estão custodiados no Arquivo Público do DF, o Guia de Fundos é a melhor opção. A versão on-line de 2018 está disponível no site do órgão.

 

A versão atualizada do guia adota, como nas anteriores, as orientações do Conselho Nacional de Arquivos e normas por ele editadas, em especial a Norma Brasileira de Descrição Arquivística (Nobrade).

ANTECEDENTES DO ARQUIVO PÚBLICO DO DF

O Arquivo Público do DF foi criado em 14 de março de 1985, mas sua história se inicia nos anos 1970, quando o governo do DF subscreveu o Compromisso de Brasília, resultante do Encontro de Governadores para o Estudo do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

 

Em 1985, foi oficialmente criado o Arquivo Público do DF, vinculado à Secretaria de Educação. Até 2014, o órgão esteve instalado em prédio cedido pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap). Desde março de 2015, ocupa novo endereço, próximo ao Palácio do Buriti, na região central de Brasília.

 

REPORTAGEM: DA AGÊNCIA BRASÍLIA

FOTO:  TONINHO TAVARES