Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/09/20 às 16h57 - Atualizado em 28/10/20 às 16h33

Governo entrega tesourinha da 15/16 Sul

COMPARTILHAR

POR LÍVIO DI ARAÚJO

 

Os cuidados do Governo do Distrito Federal (GDF) com a capital federal podem ser notados, dia a dia, em uma cidade constantemente renovada para a população. Nesta sexta-feira (11), mais uma tesourinha foi entregue, inteiramente revitalizada – desta vez, nas quadras 15/16 Sul. Ao todo, o governo está investindo R$ 7,3 milhões para reformar os 17 conjuntos de tesourinhas do Plano Piloto.

 

Um dos símbolos mais marcantes de Brasília, a tesourinha – criação de Lucio Costa para o projeto da capital federal – é a pista que dá acesso às superquadras, cortando o Eixo Rodoviário (Eixão). Foram inauguradas juntamente com Brasília, em 1960. E, de lá para cá, nunca haviam sido revitalizadas. “Este é um governo em ação com projetos de Estado”, enfatizou o vice-governador Paco Britto. “A prova disso é que estamos entregando mais uma tesourinha, devolvendo à população, completamente renovada, uma parte da nossa cidade que estava deteriorada”.

 

As tesourinhas estavam sofrendo a deterioração do tempo. Pichados e alguns com graves problemas estruturais, os viadutos não passavam por manutenção desde a inauguração de Brasília, na década de 1960.

 

Considerando os riscos à população, o governador Ibaneis Rocha determinou ainda a recuperação dos conjuntos viários. O trabalho ficou a cargo da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) que mobiliza, na obra, cerca de 100 funcionários, entre reparos na estrutura, limpeza e paisagismo.

 

Recuperação avança

 

De acordo com o diretor de urbanização da empresa, Sérgio Lemos, em algumas vezes, é necessário um trabalho mais árduo para recuperação de todas as alças que compõem a tesourinha. “Tudo depende da situação em que se encontram o meio-fio, a estrutura”, explica. “Isso tudo vai ditar o tempo de trabalho”. A tesourinha da 15/16 foi uma das que ganharam revitalização de todas as oito alças da via.

 

“A Novacap tem papel importantíssimo na construção, na manutenção e conservação desta cidade”, lembrou o secretário de Governo, José Humberto Pires. “Queremos que, até março de 2021, todas as tesourinhas estejam revitalizadas e entregues à população”. Na próxima semana, as obras serão iniciadas nas vias da 1/2 Norte – onde estão sendo investidos R$ 3,9 milhões – eles e nas da 6/7 Sul – cujo investimento é estimado em R$ 3,3 milhões.

 

O contrato, segundo a Novacap, prevê a recuperação estrutural e dos guarda-rodas, além da aplicação de pinturas antipichação. O serviço é coordenado e fiscalizado pela diretoria de edificações da empresa, cuja titular, Virgínia Cussi Sanchez, avalia: “Apesar de não haver risco iminente de queda, esta tesourinha estava muito comprometida, principalmente pelo fato de nunca ter passado por manutenção. É muito gratificante entregá-la assim, segura como ela era na inauguração da cidade”.

 

Para o presidente da Novacap, Fernando Leite, entregar à população uma tesourinha completamente revitalizada é fazer jus à criação da companhia – oficializada pelo presidente Juscelino Kubitschek em 19 de setembro de 1956, com o objetivo de coordenar as obras da construção de Brasília. “A melhor forma de demonstrar o amor pela cidade é zelando, cuidando”, ressalta.

 

Trabalho minucioso

 

As obras tiveram início em novembro de 2019, e a previsão para que todas as 17 tesourinhas estejam revitalizadas é no primeiro semestre de 2021. Esta foi a sexta a ser entregue. Após a finalização da primeira etapa, a diretoria de urbanização da Novacap passou a atuar na recuperação de calçadas, meios-fios e pavimento, além de plantio de grama, podas de árvores, limpeza e ampliação da rede de drenagem. A Novacap também contou com a parceria do Departamento de Trânsito (Detran), para instalação das novas sinalizações vertical e horizontal, e do Serviço de Limpeza Urbana (SLU). A Companhia Energética de Brasília (CEB) ficou responsável pela troca das lâmpadas queimadas.

 

Antes da interdição, Victor Nunes passava todos os dias pelo local para deixar o filho no jardim de infância da 316 Sul. Ele se espantou com as notícias das condições do viaduto, mas agora diz sentir-se mais tranquilo. “Quando vi nos jornais como isso estava em mau estado, pensei que poderia ter acontecido uma tragédia aqui”, comenta. “É muito importante que o governo continue arrumando as tesourinhas para nos manter seguros”.

 

“Essas estruturas simbolizam a cidade e precisam dessa reforma”, valoriza o diretor de urbanização da companhia, Sérgio Lemos. “Esse é o trabalho em que estamos nos empenhando para entregar à população”. O governo também anunciou que, tão logo todos os viadutos estejam prontos, será a vez de as passarelas subterrâneas passarem por reformas. “Já foi recuperado o Eixão; agora, [serão recuperadas] as tesourinhas”, reforça o secretário de Governo. “Entregaremos ainda as passarelas, finalizando, assim, a recuperação dos eixos Sul e Norte de Brasília”.

Entrega da Obra de Revitalização da Tesourinha 115/116 - Sul