Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/09/20 às 14h45 - Atualizado em 29/10/20 às 10h35

População ganha duas novas estações do metrô

COMPARTILHAR

POR LÍVIO DI ARAÚJO

 

Após duas décadas de espera, uma demanda antiga dos usuários do transporte público no DF foi atendida: foram inauguradas duas novas estações do Metrô-DF – uma na 106 Sul e outra na 110.

 

Meio de transporte mais rápido e ecologicamente correto, o metrô de Brasília atende cerca de 150 mil pessoas diariamente.

“Impossível pensar em Brasília hoje sem o metrô. Essa é uma das obras mais importantes que o governo poderia nos dar”, afirmou a vendedora Camila Barreto.

 

Pelas duas novas estações deverão passar mais 6 mil pessoas por dia. “E, com uma novidade que não estavam no projeto e que serão entregues: as escadas rolantes”, adiantou o vice-governador Paco Britto. As novas estações contam, ainda, com elevadores e rampas que garantem acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida. Para entregar a obra completa, o GDF investiu quase R$ 36 milhões em 25 meses de construção. As duas construções geraram 600 empregos.

 

“Este foi o compromisso do governo com a população: o de renovar Brasília. Por isso, recuperamos todas as obras que estavam paradas e estamos entregando, uma a uma, para a população”, citou o secretário de Governo, José Humberto Pires.

 

Em todo o DF, desde janeiro de 2019, segundo dados do GDF, 385 obras estão em fase de finalização ou já foram entregues. Ao todo, um investimento de R$ 2,6 bilhões.

 

“Emprego, renda e serviço prestado à comunidade”, disse o secretário. “E com geração de emprego e receita para o DF”, acrescentou o vice-governador.

 

O autônomo Bruno Machado, que já há algum tempo trocou o carro pelo metrô para evitar o trânsito, comemorou a inauguração da estação da 106 Sul que vai facilitar muito sair e chegar em casa.

 

“Já ganho tempo na locomoção usando o metrô, agora, com a estação na porta de casa, parece um sonho”, disse ele, que é morador da 206 Sul. Além das estações, as obras no metrô incluíram a construção das passagens subterrâneas para os eixos W e L.

 

Para o secretário de Transportes e Mobilidade, Valter Casimiro, a população do DF ganha, além de um transporte eficiente, econômico e eficiente, mais conforto com as novas estações.

 

“Em nome do governo e da população, que vai usufruir disso tudo, agradeço a cada trabalhador, desde aquele que colocou um tijolo nessa obra, para que a população toda pudesse ser beneficiada”, disse.

 

“É o nosso dever sendo cumprido com o povo do Distrito Federal”, completou o diretor presidente da Companhia Metropolitano do DF (Metrô-DF), Handerson Cabral.

Inauguração das Estações do Metrô 106 e 110 Sul