Governo do Distrito Federal
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
11/07/23 às 14h53 - Atualizado em 17/07/23 às 15h57

GDF reajustará valor pago por tonelada de material reciclável em até 43%

O anúncio do reajuste em até 43% no valor pago por tonelada de material reciclável foi feito pela governadora em exercício Celina Leão em reunião no Palácio do Buriti | Foto: Renato Alves/Agência Brasília

 

Quatro dias após a criação do grupo de trabalho para tratar de demandas dos catadores de recicláveis, a governadora em exercício Celina Leão anunciou que o valor pago por tonelada de material reciclável será reajustado em até 43%.

 

Os contratos atuais com os catadores foram firmados em 2018 com valor de R$ 304,14 por tonelada. O montante será reajustado entre 30% e 43%, a depender da situação da cooperativa. Já os atendimentos aos cooperados para tratar da coleta e triagem dos materiais serão iniciados em 15 dias, conforme comunicou a governadora em exercício.

 

“O próximo pagamento desse valor que os catadores recebem pelo material reciclável já será reajustado. Então, é um avanço muito grande, significa um reajuste próximo que pode chegar a até 43%. Por determinação do governador Ibaneis Rocha, nós temos avançado nessa política de cuidar das pessoas que mais precisam e estamos felizes em trazer essa notícia”, afirmou Celina Leão.

 

Além do reajuste e do chamamento individualizado, o grupo de trabalho de catadores e do GDF tratou de reformas de galpões, amparo social e habitacional, educação ambiental e formas de se reduzir o custo de operação das cooperativas. Um novo encontro com o grupo foi agendado nas próximas semanas para a devolutiva dos pedidos.

 

No encontro, o presidente do Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Silvio de Morais, falou da necessidade de uma evolução no apoio financeiro aos profissionais. “No ano passado, aportamos R$ 7,8 milhões nas cooperativas. Aqui no DF, pagamos R$ 304,14 por tonelada de resíduo triada, valor que não é pago em nenhum lugar do Brasil. Esse novo chamamento para coleta de triagem vai permitir a correção e o ajuste deste contrato feito em 2018”, pontuou.

 

Presidente da Central das Cooperativas de Trabalho de Catadores de Materiais Recicláveis do DF (Centcoop), Aline de Souza agradeceu o empenho do GDF em solucionar as pautas da categoria. “Ficamos muito felizes porque o grupo de trabalho veio com todo um peso e capacidade de resolver problemas que foram apontados pelos catadores. Estamos felizes com a atitude da governadora em exercício, num prazo muito curto, trazer essas respostas aos catadores. A demanda do reajuste é antiga e agora pudemos nos aproximar da solução com a colocação do governo. Ficou claro o percentual que teremos”, disse.

 

Presente na reunião, a secretária nacional de Diálogos Sociais e Articulação de Políticas Públicas do governo federal, Kelli Cristine de Oliveira Mafort, elogiou as iniciativas do grupo de trabalho e colocou a União à disposição das pautas dos catadores. “O que vocês estão construindo aqui pode ser um modelo para ser replicado em outros estados”, disse.

 

Ian Ferraz, da Agência Brasília | Edição: Saulo Moreno